Um Ford Falcon 1973 foi leiloado na Austrália por mais de US$ 300 mil, algo em torno de R$ 1.632.750 na conversão atual. O modelo passou mais de 30 anos dentro de um celeiro, esquecido e enferrujado, mas é um dos automóveis mais raros encontrados no país.

O Falcon XA GT RPO 83 pertenceu a apenas um único dono e recebeu o apelido de “cupê de frango”, por ter sido cercado por arames para mantê-lo seguro dentro do galpão. O leilão online foi acompanhado por mais de 120 mil pessoas na última semana.

“Vários Falcon ficaram bastante enferrujados, sofreram diversos acidentes ou foram roubados. Então encontrar um que esteja em boas condições é bem raro”, explicou o especialista em carros Rian Gaffy ao Daily Mail Australia.

O cupê em sua versão grã-turismo conta com um motor V8 4.9 que produz 330 cv a 5.400 rpm e 52 kgfm de torque (produzido nos Estados Unidos, o propulsor tinha uma versão exlusiva para a Austrália) . A transmissão é manual e sua velocidade máxima é de até 230 km/h.

Fabricado em 1972 pela subsidiária da Ford na Austrália, o Falcon é um dos mais icônicos já produzidos no país e ficou famoso mundialmente graças à franquia Mad Max.

No filme original, de 1979, o protagonista Max “Mad” Rockatansky (interpretado por Mel Gibson) patrulha as estradas a bordo de um Ford Falcon GT V8. A escolha do modelo para o blockbuster não é por acaso: Mad Max foi produzido e filmado na Austrália.

Apesar das danificações no painel e da ferrugem, o modelo que foi à leilão poderá ser revitalizado, já que suas estruturas permanecem boas. No entanto, não será nada barato. Rian Gaffy explicou que um reparo completo custaria mais de US$ 100 mil.

Além de ser um peça rara, também vem equipado com opcionais incomuns para a época, como direção hidráulica, ar condicionado e vidros coloridos. A oferta vencedora, como não poderia deixar de ser, foi a de um australiano. Ele topou pagar mais US$ 70 mil em relação ao valor inicial do leilão para o Ford Falcon.

Fonte: Auto Esporte