O Spin não é um carro barato. A gama atual parte de R$ 69.990 e rompe a barreira dos seis dígitos com o topo de linha Activ7 automático das fotos, vendido por R$ 101.750. Mas, ainda assim, ele segue sendo o mais barato do seu segmento: nenhum oferece sete lugares por menos de R$ 95.390. E poderia ser até menos, se a GM não tivesse restringido a terceira fileira de bancos às duas versões mais caras do Spin.

Por outro lado, esse posicionamento da gama reforça um público cativo do monovolume, que são os motoristas profissionais. Para rodar na praça vale mais ter um amplo porta-malas (de incríveis 710 litros) do que a pouco usada capacidade para levar dois passageiros extras. Motores aspirados também têm boa fama no segmento por terem conversão ao GNV feita de forma mais simples (e barata).

Nesse contexto tão racional é louvável a iniciativa da GM de oferecer controle de estabilidade com assistente de partida em rampa em todas as versões do Spin 2021, além de uma nova programação do câmbio automático de seis marchas e mudanças pontuais no grafismo do painel e no acabamento externo e interno — a gravata da Chevrolet, agora preta, torna-se o maior destaque.

A lista de equipamentos inclui ar-condicionado, direção, vidros e travas elétricos em todas as versões. O MyLink, ausente só no pacote LS, não recebeu a atualização para oferecer Wi-Fi a bordo, mas isso não deve influenciar os quase 40% dos clientes e frotistas que optam pela venda direta.

A topo de linha Activ7 adiciona, além do estilo aventureiro, a terceira fileira de bancos, que reduz o porta-malas para 553 litros, um volume ainda muito superior ao de muitos SUVs médios. Menos impressionante é a oferta de equipamentos extras, como sensor crepuscular e de chuva e câmera de ré. Nada de chave presencial, ar-condicionado automático ou mesmo luzes de condução diurnas.

Considerando que seu único rival direto é o velho Fiat Doblò, o Spin Activ7 nem precisa se esforçar para ter melhor custo/benefício. Essa comodidade no segmento também explica a manutenção do igualmente veterano 1.8 8V, que nem com grade do radiador ativa e um (baixo) spoiler sob o para-choque frontal conseguiu superar os 7,3 km/l de consumo com etanol na cidade e 10,7 km/l na estrada.

O câmbio está mais esperto e ajuda a aproveitar o fôlego do quatro-cilindros, mas a relação de marcha não ajuda e às vezes fica avançando e reduzindo constantemente em subidas íngremes com o carro carregado. Pelo menos ainda há opção de trocas sequenciais, ainda que por poucos práticos botões na alavanca, algo que o Onix perdeu. O isolamento acústico da cabine não é dos melhores.

Em final de ciclo de vida, o Spin evoluiu no visual, mas carrega velhos problemas, como a visibilidade frontal prejudicada pela coluna A inclinada e grossa e o pesado e pouco prático sistema de rebatimento da terceira fileira (saudade, Zafira!), que limita o ajuste dos bancos traseiros quando os assentos extras estão rebatidos. Entretanto, para levar até cinco pessoas o espaço continua vasto, ainda que a carroceria não seja tão larga e gere algum aperto para o quinto ocupante.

Não foi dessa vez que o Spin ganhou motor turbo ou mesmo outros mimos que o restante da gama Chevrolet já oferece. Mas a estreia do ESC em todas as versões surge como um diferencial para frotistas e motoristas profissionais, além de ser uma bem-vinda proteção em um veículo de apelo familiar.

Teste de pista

Aceleração
0 – 100 km/h: 11,4 s
0 – 400 m: 17,9 s
0 – 1.000 m: 33,2 s
Vel. a 1.000 m: 153,5 km/h
Vel. real a 100 km/h: 97 km/h

Retomada
40 – 80 km/h (Drive): 5,3 s
60 – 100 km/h (D): 6,8 s
80 – 120 km/h (D): 9,1 s

Frenagem
100 – 0 km/h: 41,3 m
80 – 0 km/h: 26,6 m
60 – 0 km/h: 15,9 m

Consumo
Urbano: 7,3 km/l
Rodoviário: 10,7 km/l
Média: 9 km/l
Autonomia em estrada: 567 km

Ficha técnica

Motor
Dianteiro, transversal, 4 cilindros em linha, 1.8, 8V, flex

Potência
111/106 cv a 5.200 rpm

Torque
17,7/16,8 kgfm a 2.600 rpm

Câmbio
Automático, 6 marchas, tração dianteira

Direção
Elétrica, 10,9 (diâm. de giro)

Suspensão
Independente, McPherson (dianteira) e dependente, eixo de torção (traseira)

Freios
Discos ventilados (dianteira) e tambores (traseira)

Pneus
205/60 R16

Dimensões
Comprimento: 4,41 m
Largura: 1,76 m
Altura: 1,69 m
Entre-eixos: 2,62 m

Tanque
53 litros

Porta-malas
162/553 litros (fabricante)

Peso
1.275 kg

Central multimídia
7 pol., sensível ao toque

Garantia
3 anos

Fonte: Auto Esporte